Submit your work, meet writers and drop the ads. Become a member
aziza Oct 2018
katakanlah, aku celaka
tersandung ke dalam lumbung asmara.

                                    celaka kah aku
mengendap-endap di bawah rumah mu?

katakanlah, aku terkutuk
seorang yang tak diundang
tak semestinya duduk di ruang tamu.

                                 terkutuk kah aku
membubung asa di atas hampa?

                 sadarkah aku
        sedang menanti sekarat
           dan karamnya harap?

dan ku akui,
aku ini binatang keparat
--berharap dua cincin akan enyah jua dimakan karat.


sampai jumpa cinta masa muda,
aku akan menanti di ujung tua
menyesal, sembari menatap
harap dan nyata
mustahil bersua.

maafkan aku menunggu hingga renta,
tak lain karena dirimu di relungku, sintas.
based on a woman who waited in her whole life, to marry someone she loved dearly.
Marco Raimondi Jul 2017
Fim, desdita é tua demora;
Que é amarga, no entanto,
Tua certeza de avigora
Ao século qual pare teu pranto

Fim, conta-me teu segredo;
Que fazes neste mundo alucinado?
Que eras? Trazes-me medo!
Tens fé em um crepúsculo gelado?

Fim, por tua espera, quantas almas emudeceram?
És arcanjo dos gritos irreais!
Quantas mágoas míseras no vazio colheram,
As velas apagadas, as páginas finais?
unnamed May 2018
Anjo abandonado na desilusão
Sobre a viela obscura do desdém
Canta a decrepitude de seu coração
Para de si mesmo e além

Sorrateiro sentimento desfeito
Sob o véu de uma ruína assombrada
As feridas lhe servem de afeito
E te ornam como uma coroa amaldiçoada

Às últimas crisálidas do desalento                                                
Que farás de tua alma aturdida?
Moribundo perdido no frio relento
No vórtice vazio de tua ferida

Renunciarias tua lida se pudesse
Se ao menos um fantasma te acalentasse...
Bella Jan 2019
Your beautiful colors line our earth.
Loving the ground,
holding it up with your webbed reaching fingers
sunken down into the soil.
You lift the ground keeping it from falling into the sky.

No other can compare à ta beauté,
alla tua eleganza,
para o seu romance,
to your delicacy.

You freckle the face of this earth.
Without you-- the world will lose its color,
we will bleed rainbows if you go.
Queens of color,
petal filled sunshines-

your yellows and oranges bring joy,
your reds and purples bring romance,
your pinks and blues bring childlike gid.

We crave you when you go.
In winters when you leave only small bits of yourself behind
we long for your return,
knowing without worry that you will return.
For we would not know what to do if you did not.

You are called by so many different names.
Buttercups, Bachelor's Button, and Baby Breath,
Izalias, Iris, and Iberis,
Pansies, Poppies, and Pony’s,
Waterlily, and Wisteria--

Lule-
Bloem-
Flos-
Ubax-
Imbali-
Flower!
unnamed Apr 2018
Jazigo, trazido, erigido
Consagrado ao limbo, jazido
Ó arcanjo, ó demônio, vós sois a mesma lava fundida,
Perante minha visão enegrecida
Fadado encanto ígneo, clama
Dizimar o inferno em minha chama!
Tu, ó céu, onde as almas são penadas por teu desejo
Serás do antro torturado, sepulcro de menosprezo
Derramo, do alto das esperanças de teu rumor
Meu sangue, tingindo tua glória com rubor
Ó jazigo, eterno exílio,
Iluminado por brilho,
Da estrela mais distante...
Eu penso diferente de tudo que eu expresso, eu vejo a imagem que está dada e a questiono, tudo o que ela é, de onde veio e onde fica, por isso, penso além, vejo uma outra coisa, que me faz questionar além da definição que manifestei. Logo, quero dizer, que não caibo a essas meras expressões dos sentimentos. Meu Logos é muito maior, quiçá, sem fim.
sinto tudo tão inacabado como se minha alma fosse uma obra com aquelas paredes de concreto com uma só mão de tinta branca com os fios das lâmpadas soltos em todos os cômodos de mim me sinto como a música no carro que sempre mudo antes de acabar porque sempre quero ouvir a próxima ou como a terceira vez que voltei pra finalizar esse texto como o último abraço que dei no meu pai e nem levantei da cadeira o caderno da minha aula de arte moderna a mensagem que eu comecei a escrever no ponto de ônibus e não deu tempo o último beijo que eu dei em você e nem encostei a língua no céu da tua boca amanhã já vem e não conclui nada de hoje se eu morresse eu nem teria vivido
você diz que eu sou agressiva nos meus dizeres que eu te machuco minhas palavras são balas que atiram sonhos e pensamentos carregados de ânsias despreparadas e em um tiro certeiro te fazem sangrar feito lâmina cortando tua pele rápido, com precisão tua pele aveludada de ilusões. que culpa eu tenho se você vive no mundo das peles aveludadas  que precisam de hidratantes caros de bajulações e repetidas palavras de conforto  meus dizeres áridos feito terra seca não lhe convém  lhe falta água pra aguentar minhas palavras não te cabem porque te tiram do lugar mágico que gostas de ficar com palavras bonitas e seus hidratantes
...
eu li teus olhos li teus lábios li teu corpo nas entrelinhas aprendi tua língua decorei os sinais na sua pele a velocidade do teu caminhar e dos teus dedos dentro de mim até nas tuas memórias eu estive e tracejei cada canto minuciosamente e mesmo com tudo na ponta da língua mesmo com teu cheiro nas dobras da minha pele mesmo com teu gosto no meu gosto
ainda assim
te esqueci
unnamed Aug 2019
Há um cemitério em meu coração
Portais para guerras e desolação
A bruma infernal cai no abismo de minha alma
A ilusão de meu jardim logo sangra e pega fogo, os monstros escarnecem de mim
Minhas veias estão respirando enxofre, meus algozes me acusam
Estou embriagado em chamas reluzentes
Eu guardei os segredos da existência, nas cinzas de meu eu
Eu ainda caminho sorrindo entre os escombros
Desfeito em cruz, em luz, em poeira de mercúrio
Ao vento, no lamento de dor, com o sol da ironia nos olhos
Santificando o renascimento de meu pesadelo interminável
Coração despedaçado pela lâmina vil de seus raciocínios
Eu renasci de enigmas que você jamais conheceu
Sou o que você jamais viu
Olhe para mim, mais uma vez, e esqueça
Eu sonhei com o impossível para depois contrariá-lo
Nasceu uma flor no meu círculo de fogo
Eu danço com minha tumba
Meu mundo está quebrado, irreparável, você nunca vai poder supor o quanto
Não posso concordar com a porra de tua cabeça
****!!!
Marco Bo Sep 2018
under this suburban sky
red stain on the dull gray, when you move away to your elsewhere
you revive
as a fish returning to the water after a short yet intense pain

for you I'm the bait
and the hook
and the fisherman too,
not in that order
in the order you decide
since you decide

you are elusive, you always look away and tighten your eyes
your words are lashes
I feel weak in your presence,
at the same time your fragility confuses me and it moves me
as a boat adrift in a lonely sea
...................
sotto questo cielo suburbano
macchia rossa su grigio opaco, quando ti muovi nel tuo altrove,

tu rivivi
come un pesce che ritorna in acqua dopo un'agonia breve ma intensa

per te io sono esca
amo ed anche  pescatore,
ma non in quell'ordine
nell'ordine in cui decidi
e tu decidi

sei inafferrabile, distogli sempre lo sguardo e stringi gli occhi
le tue parole sono staffilate
mi sento debole in tua presenza,
allo tempo stesso la tua fragilità mi confonde e mi commuove
come una  barca alla deriva in un solitario mare
..................

bajo este cielo suburbano
mancha roja en gris opaco, cuando te alejas a tu otro lugar,
tu revives

como un pez que regresa al agua después de un dolor breve pero intenso

yo soy cebo para ti
y gancho
y también  pescador
pero no en ese orden
en el orden en que tu decidas
y tu decides

eres evasiva, siempre mira hacia otro lado y cierras los ojos
tus palabras son latigazos
me siento débil en tu presencia,
al mismo tiempo, tu fragilidad me confunde y me conmueve
como un barco a la deriva en un solitario mar
Jade Hell Nov 2018
Quando sparisco
ti sembra tutto calmo
ma è una calma apparente!
Tu credi io sia morta
che mi hai persa per sempre..
ma se guardassi oltre l’apparenza,
vedresti un angelo che nella notte
piange lacrime nere e raffina la tecnica,
affila il coltello per conficcartelo in testa.
Non preoccuparti
che poi tanto l’altra me
verrà a portarti un fiore sulla tua tomba
e cambiando ancora anima,
allontandosi si volterà ridendo
compiaciuta del delitto che ha commesso
perchè infondo ti avrá restituito addosso
il male che tu le hai fatto dentro!
Andika Putra Jul 2019
Yang jalang meloncat telah tiba & kita merangkak menjauh sutera & kau melihat pada selangkang merebak dedaunan riba.

Kini menjalin kepada alang-alang, merayu kepada segala buangan.

Yang terbuang kemudian terjerembab ke-Esa-an/ pertolongan/ makian/ gelak ketidak sudian.

Semua bajing meloncat-loncat kala malam tiba & aku tidak menemui dirimu menjalin asmara, pada bantal dan kerangka bunga & batok-batok kelapa bersumpah pernah bersimfoni di gedung tua bangka.

Katakan semua yang terlihat menemukan artinya, berbalik dan melenggok tiada suka. Aku merusak gelanggang samudera, dan menemukan orang-orang bercumbu di dalamnya.

O Gayung merambah kepada sujud-sujud La beruja. Melirik kepada hampa & tau kah, dirimu mencintai duka.

Semua manusia kemudian melambat

Gedung-gedung berselimut jas pekat
/kini duka melihat rembulan siang

Merajut benang & diam-diam melempar bebatuan.

3/7/19
Marco Bo Sep 2018
early morning
steeped
like a diamond
you shine

that trickle of water
close to you
as thy dew
at rest  
I long to be
...
mattina presto
intrisa
come un diamante
brilli

quel rivolo d'acqua
vicino a te
come tua rugiada
in quiete
vorrei essere
...
temprano en la mañana
empapada
como un diamante
tu brillas

ese chorrito de agua
cerca de ti
como tu rocío
en paz
quisiera ser
...
tôt le matin
trempé
comme un diamant
tu brille

ce filet d'eau
près de vous
comme ta rosée
au repos
je voudrais être
alexa Sep 2018
from a secret admirer:

i remember the first time i saw you;
you were wearing that
soft periwinkle sweater i love,
the one that hangs off your curves in the same delicate way
you choose each word so carefully,
like each one holds the consequence
of each broken heart.
i hope one day i can
break down those walls,
show you how beautiful you are to me.
until then,
sleep well, la mia musa.

response:

i remember the first time i saw you, too;
you were wearing your favorite navy shirt and i couldn't help
but notice your ever-present beauty
past the hurting,
past those chocolate eyes that hide
everything you've pushed down for so long.
i would love to be
la tua musa.
la mia/tua musa- italian for my/your muse
based off of real life...
Victor Marques Sep 2018
Quando a noite vinha e eu me deitava,
Me guardavas com alma purificada,
A manha chega e como a flor que brota,
Te encontravas a mim junto a porta...

Percorrias esses vales de madrugada,
Eu seguia a tua pegada,
Tudo te encantava e seduzia,
Amavas a gente que eu conhecia...

Eras fiel, seguro de ti sem pedir nada,
Tinhas doçura com ternura misturada,
Na quinta viveste com meu amor e minha poesia,
Me deixaste da noite para o dia...

Sem ti e sem me aperceber,
Que nasceste para também morrer,
Brado a Deus Rei e Senhor
Te imortalizo com meu amor.

Victor Marques
amor,Sócrates, Deus, fiel
nabilah Dec 2019
Kentara mulai menangis, lalu ibu melanjutkan kata-katanya.

"Ini bukan lagi persoalan tentang tenangnya hatimu saja, nduk. Jangan egois. Mengertilah bahwa bukan cuma kamu yang punya perasaan. Beranikan diri untuk menerima kesalahan diri sendiri, jangan mau jadi pecundang yang ketika kalah malah merengek. Ini baru soal kalah dan menang, belum lagi soal menjaga dan menyakiti hati."


"Tapi demi Tuhan aku menyesal."


"Coba sekali lagi kau pahami ketika ibu berulang kali mengingatkan tentang sebab-akibat atau pepatah tua yang mungkin sudah bosan kau dengar 'apa yang kamu tanam, itu pula yang akan kau tuai'. Belajar untuk terima, bukan malah mengadah sana-sini, atau mendendam, atau malah merusak yang lain demi kepuasan hatimu saja. Sekali lagi, tolong jangan egois. Ibu paham betul perkara hancurnya hati lanatran sebuah penyesalan yang sudah terlanjur terbakar dan kini hanya tinggal debu. Pesanku hanya satu nduk, ikhlas."
hi da s Dec 2018
um dia eu descobri que te gostava.
um tempo depois descobri que tu me gostava.
meu gostava era fraco e só esqueci
e segui.
não sei quanto a ti, se o fogo que te habitava
era quente como um fogão aceso no verão
ou
um fósforo que se apaga quando queima a madeira no fim.

te visitei muitas vezes aqui dentro e sempre imaginei como seria
se
te beijasse durante o dia
elogiasse teus dentes de sorrisos geométricos
convidasse prum gole de café
tocasse teu ombro bem devagar com a
ponta dos dedos
encontrasse teus olhos perdidos
te fizesse enxergar que existe coisa além
de solidão


fotografei teu corpo seminu
te beijei em noites bebadas
conheci tuas poesias
te segui sem saber
e me deu nó quando soube do teu
coração preenchido

ouço o que ouves agora
e penso em ti com frequência
senti tua falta
e penso que peco porque meu coração também
preencheu

e se só o que fosse pra ser fosse ser só sem ser a gente
notas sobre ela
Domtwo Dec 2019
Ricerca confusa
Luce soffusa
Li fuori c'è una festa
In vero è nella tua testa

Sentiti disperso
In questo universo
Ma la triste verità
È che sei diverso

Uniti mai
Disuniti vai

Bevete bevete
Umani
Per non sentir la sete
Del vostro amore rifiutato
Da chi non vuol essere amato

Piangi violentemente
nella tua mente
Mentre stai sorridendo
A questa bella gente
Emi Jay Sep 2018
the post-mortem will say:
sudden cardiac arrest
(medicine cannot quantify
death by a broken heart).

i thought it was sweet,
the arrhythmia you gave me
(at least the butterflies
dissolved harmlessly in acid).

you knew me, invasively,
a mortician's secret autopsy
(you counting my scars, ribs,
was it more habit than desire?)

curiosity is what killed me;
mine and yours, ill-matched
(i would have preferred cruelty
to your cool detachment).

the post-mortem has found:
i died of natural causes
(which makes you, my heart-
breaker, a force of nature)
(extended version of "tua culpa")
Domtwo 10h
Dietro un pianoforte,
quello è il mio posto.

Dietro la tua schiena, sbirciando i tuoi scritti e disegni,
quello è il mio posto.

Stretta a me,
questo
il tuo posto.
Next page