Submit your work, meet writers and drop the ads. Become a member
Sep 2018
serei eu uma aberração?
ou dominam-me por ser deslumbrante?

preso nos ruídos que me parecem livres
mas que não o meu
preso no instinto da minha pobre existência
preso com as minhas próprias cores
mas nunca com a cor do céu
porque essa nunca vi

olhem-me a alma
e vejam a angústia e o desespero
que aqui se encontram
vejam o saber que posso mais
mas que não me foi digno

as minhas asas foram trocadas
por ganância e exibicionismo

tenham empatia e  voem vocês
para um dia me deixarem voar a mim

a voz de um pássaro numa gaiola
Ana
Written by
Ana
  177
   ---
Please log in to view and add comments on poems