Submit your work, meet writers and drop the ads. Become a member
Jun 2018
ACORDEI A PENSAR NAS BORBOLETAS



Acordei com o cantar de avezinhas afinadas,
Olhei para o tempo sem pedir nada,
O riacho leva agua abençoada,
Acordei, esqueci mágoas…


Junto a roseira vi uma borboleta,
Seu tamanho era tao pequeno,
Se saciava num cardo mariano.
Olhei para o meu limoeiro florido,
Lagarto esverdeado meio esquecido.
Caminho entre vinhas formosas,
Suas folhas esverdeadas,
Joaninhas atarefadas,
Pedras graníticas e xistosas…

Olho para o céu azulinho,
No meio da videira esta um ninho,
Bem no alto do mais nobre pinheiro,
Esvoaça um milhafre sorrateiro.
Me espanto e tudo me apaixona neste vale encantado,
Deus e o mundo seja Louvado…

Victor Marques
borboletas, aves, natureza, Deus
Victor Marques
Written by
Victor Marques  Douro Valley, Portugal
(Douro Valley, Portugal)   
  292
   Victor Marques
Please log in to view and add comments on poems