Submit your work, meet writers and drop the ads. Become a member
Jan 2017
Quando cansado da noite e do singelo dia,
Do uivar do lobo e cantar da cotovia.
Ousar amar,  contemplar a luz que nos guia.
Quando alguém te perguntar  donde vens,
Deixa de ser tu , de ser ninguém ,
Mas responde com um sorriso de tua MÃE.

Quando a vida te parecer  que já não existe,
Quando o alegre anda sempre triste.
E tu fazes perguntas sem nunca ter resposta,
O amor que temos por tudo se  desvanece.
Mas alguém te pergunta donde vens,
Caminhas num horizonte que nos exorta.
Responde com o amor de tua  Mae  ...  


E neste mundo em que seres te perguntam  com curiosidade,
Diz que alguém pensa e escreve com alma e pluralidade,
Que  vive no mundo sem tempo , nem idade,
Mas a sua escrita fica para a posterioridade.
E Se alguém te perguntar donde és e o que tens ,
Responde com o calor e amor  de tua Mae .

Victor Marques
mãe, mundo, escrita , poesia
Victor Marques
Written by
Victor Marques  Douro Valley, Portugal
(Douro Valley, Portugal)   
692
   Victor Marques
Please log in to view and add comments on poems